Qual Vacina Dar para Cachorro Filhote? Descubra Aqui!

A vacinação é o método mais seguro e mais eficaz para proteger os nossos cachorros de doenças infecciosas causadas por microorganismos como vírus e bactérias, por exemplo. 

Quando adotamos um cachorro filhote, a vacinação deve ser uma das primeiras medidas a serem tomadas a fim de garantir saúde, bem estar e qualidade de vida.

E qual vacina dar para cachorro filhote?

Na verdade, são 2 vacinas essenciais e 2 vacinas opcionais.

As vacinas essenciais são as principais vacinas, pois protegem os cachorros de doenças graves e/ou de alta prevalência. É o caso da vacina múltipla/polivalente e da vacina contra raiva.

Já as vacinas opcionais protegem os cachorros de doenças que não são tão graves e/ou de baixa prevalência. É o caso da vacina contra giardíase e da vacina contra traqueobronquite infecciosa (tosse dos canis).

1. Vacina múltipla/polivalente

A vacina múltipla/polivalente deve ser aplicada em cachorros filhotes a partir da 6ª semana de idade, em 3 doses, com intervalo de 3 semanas. Após, deve ser realizado reforço de dose única anualmente.

A vacina múltipla/polivalente protege contra 7 doenças infecciosas, que são: cinomose canina, parvovirose canina, adenovirose canina, parainfluenza canina, coronavirose canina*, hepatite infecciosa e leptospirose.

* Importante! A coronavirose canina é causada pelo Coronavírus canino (CCoV), o qual não está associado ao atual surto de Coronavírus, causado pelo SARS-CoV-2. Além de serem tipos diferentes de Coronavírus, os sinais clínicos também são diferentes. A Doença do Coronavírus 2019, abreviada como “COVID-19”, causa problemas respiratórios enquanto a coronavirose canina causa diarreia leve. Para saber mais, leia o nosso post “Coronavírus e os Pets: Não, os Pets NÃO Transmitem a COVID-2019!”.

Existem 4 tipos de vacina polivalente, porém recomenda-se a aplicação do tipo V8 ou do tipo V10.  A diferença entre esses dois tipos é que a vacina V8 combate 2 tipos da bactéria Leptospira spp., enquanto a vacina V10 combate 4 tipos. Para saber mais sobre o assunto, confira o nosso post “Vacinas V8, V10, V12 e V14: Qual é a Diferença e Como Escolher?”.

2. Vacina contra raiva

A vacina contra raiva deve ser aplicada em cachorros filhotes em dose única, na 12ª semana de idade, junto com a última dose da vacina múltipla/polivalente. Após, deve ser realizado reforço de dose única anualmente.

3. Vacina contra giardíase

A vacina contra giardíase deve ser aplicada em cachorros filhotes a partir da 9ª semana de idade, em 2 doses, com intervalo de 3 semanas. Após, deve ser realizado reforço de dose única anualmente.

Importante: a vacina contra giardíase não impede a infecção, mas sim reduz a multiplicação do agente no intestino, o que diminui a gravidade dos sinais clínicos e a quantidade de cistos eliminados nas fezes.

Para saber mais sobre giardíase canina, preparamos o post “Giardíase Canina: 8 Informações Fundamentais Para Você Entender a Doença”.

4. Vacina contra traqueobronquite infecciosa (tosse dos canis)

A vacina contra traqueobronquite infecciosa (tosse dos canis) deve ser aplicada em cachorros filhotes a partir da 9ª semana de idade, em 2 doses, com intervalo de 3 semanas. Após, deve ser realizado reforço de dose única anualmente.

Abaixo, segue o protocolo de vacinas para cachorros filhotes:

Vacinas para Cachorros Filhotes

5. Recomendações

Para uma vacinação segura e eficaz, os cachorros filhotes devem ser submetidos a consulta prévia com um médico veterinário para avaliação clínica e física e somente animais saudáveis podem ser vacinados. 

Recomenda-se a aplicação da vacina importada pela melhor garantia da sua eficácia. Para saber o motivo, acesse o post “Vacinas Nacionais e Importadas para Cachorros e Gatos: Entenda Definitivamente as Diferenças”.

Após a última dose das vacinas, é necessário aguardar 14 dias para realizar a exposição do seu cachorro filhote com o ambiente e com outros animais, pois é o tempo que a vacina leva para montar uma resposta imune adequada!

Recado importante: quando pegamos um cãozinho filhote, queremos oferecer o melhor para ele. São tantas informações que precisamos ter conhecimento para garantir a saúde e o bem-estar de um filhote que muitas vezes acabamos ficando perdidos. Por isso, reuni todas as informações sobre alimentação, vacinação, vermifugação, banhos, controle de pulgas e de carrapatos, castração, saúde dental e socialização, ou seja, todos os primeiros cuidados necessários com os cãezinhos no Manual de Primeiros Cuidados para Cães Filhotes. É só clicar aqui para garantir que o seu filhote receba tudo o que ele precisa.

Manual de Primeiros Cuidados para Cães Filhotes

Além de um ato de amor, um ato de responsabilidade: assine a única newsletter que vai ajudar você a ser o melhor amigo do seu pet e receba conteúdos diretamente no seu e-mail clicando aqui!