Coronavírus e os Pets: Não, os Pets NÃO Transmitem a COVID-2019!

Diante da situação de pandemia mundial da Doença do Coronavírus 2019 (abreviada como COVID-2019), causada pelo vírus chamado Coronavírus relacionado à Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (abreviado como SARS-CoV-2) fica a dúvida: pets, como cães e gatos, podem se infectar e transmitir a doença?

Segundo a WSAVA (Associação Veterinária Mundial de Pequenos Animais) e a OMS (Organização Mundial da Saúde), NÃO existe evidência de que os pets, como cães e gatos, possam ser infectados pelo SARS-CoV 2 e transmitir a Doença do Coronavírus 2019. Por isso, não abandone os animais!

Importante: vale ressaltar que a evolução da doença tem acontecido de forma muito rápida e que as informações serão atualizadas pela WSAVA e pela OMS conforme o avanço da situação.

Além de um ato de amor, um ato de responsabilidade: assine a única newsletter que vai ajudar você a ser o melhor amigo do seu pet e receba conteúdos diretamente no seu e-mail clicando aqui!

1. Coronavírus e os pets: caso do cão testado como fracamente positivo em Hong Kong

A notícia de que um cão da raça Lulu da Pomerânia de 17 anos, cujo dono estava infectado, testou fracamente positivo para COVID-2019 é verídica.

Porém, segundo o comunicado da WSAVA em 20 de março de 2020, o cão não apresentava sinais clínicos da doença, foi colocado em quarentena por 2 semanas e passou por mais outros testes nesse período, os quais apresentaram resultado negativo para COVID-2019.

Acredita-se na possibilidade de que o primeiro teste apresentou resultado positivo pela contaminação ambiental da amostra analisada.

Ainda segundo o mesmo comunicado,  o cão faleceu devido a outros problemas de saúde não relacionados a COVID-2019 e a idade avançada.

2. Existe Coronavírus canino e Coronavírus felino?

Sim, existe um Coronavírus canino (CCoV) e um Coronavírus felino (FCoV), porém eles não têm nenhuma associação com o atual surto de Coronavírus.

Os Coronavírus são um grupo de vírus que pertencem à família Coronaviridae, a qual apresenta 2 gêneros, o alfa-coronavírus e o beta-coronavírus.

No gênero alfa-coronavírus encontram-se as espécies Coronavírus canino (CCoV) e Coronavírus felino (FCoV).

Já no gênero beta-coronavírus encontram-se as espécies SARS-CoV (Coronavírus relacionado à Síndrome Respiratória Aguda Grave), MERS-CoV (Coronavírus relacionado à Síndrome Respiratória do Oriente Médio) e SARS-CoV-2 (Coronavírus relacionado à Síndrome Respiratória Aguda Grave 2), responsável pela atual pandemia mundial.

Muito importante: o Coronavírus canino e o Coronavírus felino não são transmitidos para humanos, assim como o SARS-CoV, MERS-CoV e SARS-CoV 2 não são transmitidos para cães e gatos!

Tipos de Coronavírus: Família Coronaviridae

3. O que causa o Coronavírus canino e o Coronavírus felino?

O Coronavírus canino causa gastroenterite, com vômito e diarreia como os principais sinais clínicos.

Já o Coronavírus felino causa peritonite infecciosa felina, classificada como seca ou não-efusiva e como úmida ou efusiva. A forma seca ou não-efusiva tem como principais sinais clínicos febre, perda de peso, alterações neurológicas (como convulsões, por exemplo), alterações oculares (como uveíte, por exemplo) e corrimento nasal e ocular. Já a forma úmida ou efusiva tem como principais sinais clínicos febre, perda de peso, anorexia e aumento de volume abdominal.

4. Existe prevenção para o Coronavírus canino e para o Coronavírus felino?

Existe prevenção somente para o Coronavírus canino, a qual é realizada por meio da aplicação da vacina múltipla/polivalente.

A vacina múltipla/polivalente previne contra 7 doenças infecciosas (cinomose, parvovirose, adenovirose, coronavirose, parainfluenza, hepatite infecciosa e leptospirose) e deve ser aplicada em cães a partir das 6 semanas de idade, em 3 doses, com intervalo de 3 semanas. Depois deve ser realizado reforço com uma dose anualmente. 

Muito importante: a vacina múltipla/polivalente garante proteção somente contra o Coronavírus canino e não tem nenhuma relação com o SARS-CoV-2!

Para saber mais sobre vacinas para cães, confira o nosso post “Vacinas para Cachorros: Para Você Entender Tudo Sobre o Assunto”.

Para saber mais sobre os tipos de vacina múltipla/polivalente para cães, confira o nosso post “Vacinas V8, V10, V12 e V14: Qual é a Diferença E Como Escolher?”.

Embora não existe vacinação contra a peritonite infecciosa felina, existem outras vacinas para gatos que os protegem de outras doenças de grande importância. Para saber mais, confira o nosso post “Vacinas Para Gatos: Para Você Entender Tudo Sobre o Assunto”.

Recado importante:quando pegamos um cãozinho filhote, queremos oferecer o melhor para ele. São tantas informações que precisamos ter conhecimento para garantir a saúde e o bem-estar de um filhote que muitas vezes acabamos ficando perdidos. Por isso, reuni todas as informações sobre alimentação, vacinação, vermifugação, banhos, controle de pulgas e de carrapatos, castração, saúde dental e socialização, ou seja, todos os primeiros cuidados necessários com os cãezinhos no Manual de Primeiros Cuidados para Cães Filhotes. É só clicar aqui para garantir que o seu filhote receba tudo o que ele precisa.

Manual de Primeiros Cuidados para Cães Filhotes

Além de um ato de amor, um ato de responsabilidade: assine a única newsletter que vai ajudar você a ser o melhor amigo do seu pet e receba conteúdos diretamente no seu e-mail clicando aqui!